A Secretaria de Estado da Saúde (SES) começa a distribuir 5 mil doses de vacinas Pfizer-Biontech contra a covid-19, para crianças de 6 meses a 2 anos de idade. Neste momento, a recomendação do Plano Nacional de Imunização (PNI) é de vacinar as crianças com comorbidades. No total, o estado recebeu 15 mil doses, mas 10 mil ficarão guardadas para garantir a segunda e a terceiras doses às crianças.

Na Paraíba, de 2020 até o momento, foram notificados 577 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em crianças de 6 a 11 meses, sendo 11,4% por covid-19. Já em crianças de 1 a 2 anos, foram notificados 1.507 casos, dos quais 7,6% foram decorrentes do coronavírus.

A Paraíba possui uma população de 142 mil crianças nessa faixa etária.

O esquema vacinal primário do imunizante para crianças menores de 6 meses a 2 anos é de três doses, com o primeiro intervalo (entre d1 e d2) de quatro semanas. Já para a aplicação da terceira dose (d3) é necessário esperar oito semanas após a segunda dose. A SES recomenda que sejam priorizadas, neste momento, as crianças com 6 meses de idade, com comorbidade, e que o avanço das faixas etárias seja gradativo, conforme a chegada de novas doses.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunizações do Estado, Marcia Mayara, foram solicitadas 447.200 doses para garantir as três doses, porém só foram encaminhadas para a Paraíba 15 mil, o suficiente para vacinar 5 mil crianças com o esquema completo. Ela reforça ainda a importância de manter as vacinas infantis em dia. “As vacinas covid-19 poderão ser administradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação na faixa etária de 6 meses de idade ou mais. Esta é mais uma oportunidade de deixar as crianças mais seguras para frequentarem as creches e demais ambientes de socialização”, reforça.

Comorbidades

Para este primeiro momento a vacinação abrange as crianças de 6 meses com as seguintes comorbidades: diabetes melitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente (HAR), insuficiência cardíaca (IC), cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardias e pericardiopatias, doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritimias cardíacas, cardiopatias congênita, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, doenças neurológicas crônicas, doença renal crônica, imunocomprometidos, hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida, síndrome de down e cirrose hepática.

A chefe do Núcleo de Imunizações da SES ressalta ainda que diante do cenário atual, é importante lembrar que não se chegou a 50% da cobertura vacinal de crianças entre 5 e 11 anos de idade. “Para a primeira dose temos 63,10% dessa faixa etária apenas com uma dose. A Paraíba tem doses disponíveis em todos os municípios e os pais e responsáveis podem se dirigir a uma das mil salas de vacina para atualizar a caderneta de vacinação destas crianças”, finaliza.

Ao longo dos próximos dias, a SES realizará capacitações para reforçar as orientações a respeito da vacinação das crianças menores de dois anos, lembrando que tanto a embalagem, quanto o imunizante são diferentes para cada faixa etária. A primeira distribuição será apenas para a primeira dose do esquema vacinal e as demais ficarão armazenadas na rede de frio do Estado, sendo as próximas distribuições em tempo oportuno.

MaisPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 2 =