Conforme este colunista informou ontem, na última quinta-feira (23), a TV Globo fez uma reunião com alguns nomes da emissora, quando foi discutido pela primeira vez de forma aberta e sem especulação a possibilidade de retirar o apresentador Luciano Huck do comando do Domingão.  Entretanto, a grande pergunta que pairava na cabeça dos executivos era se o apresentador aceitaria continuar na TV Globo para retornar à programação de sábado, ou aceitar outro projeto fora da grade dominical. A Globo teme que o apresentador, insatisfeito, faça como Faustão e mude para a concorrência.

Internamente executivos da casa apontaram por meio de uma pesquisa que as chances de Huck não entregar a mesma audiência alcançada por Faustão ultrapassava 60%. Dessa forma, uma série de estratégias começaram a ser pensadas para trocar o apresentador por outra pessoa nessa faixa de horário em 2022, uma vez que, além dos índices baixos de audiência que não eram esperados, a pesquisa também apontou que o público rejeita em mais de 70% a permanência de Luciano Huck no lugar deixado por Fausto Silva.

Uma pesquisa chegou a ser pedida pela cúpula da Globo no último dia 26 de setembro para avaliar entre o público os nomes de Ivete Sangalo, Tiago Leifert, Xuxa e Marcos Mion. O nome de Ivete Sangalo era o preferido entre os executivos. Entretanto, a cúpula global acabou entendendo que Fausto Silva seria insubstituível em relação ao Domingão. Essa conclusão foi colocada na mesa entre a cúpula da Globo após a exibição da terceira edição do novo ‘Domingão com Huck’, que apresentou baixos resultados em relação ao que era esperado pela emissora. Ainda sobre tudo isso, a coluna noticiou que um compacto do The Masked Singer Brasil – com duração de 90 minutos – será exibido dia 19 de outubro na Globo para testar a audiência de Ivete Sangalo aos domingos.

O fato é que os executivos da Globo entenderam agora que o problema não seria especificamente com Luciano Huck – que liderava os índices de aceitação e audiência aos sábados com o Caldeirão do Huck. O problema identificado é que realmente Fausto Silva seria insubstutiúvel com o formato do Domingão. Tiago Leifert chegou a ser anunciado oficialmente pela emissora como o substituto de Fausto até abril de 2022 (a aceitação em torno de Leifert foi infinitamente maior por parte do público), entretanto a Globo precisou voltar atrás porque foi acordado na renovação contratual de Luciano Huck que o marido de Angélica seria, de fato, o único e primeiro substituo de Faustão.

Essa semana uma solução começou a ser discutida pela Globo. Os executivos estão apreensivos em retirar o comando do Domingão das mãos de Huck, e ver com isso o apresentador desistir de permanecer na casa e migrar para a concorrência, exatamente como aconteceu com Fausto Silva. Por isso, de acordo com uma fonte de extrema confiança deste colunista que trabalha e tem acesso a todo setor executivo da empresa, a solução mais viável que tem sido discutida com intensidade na TV Globo seria encerrar com o formato do ‘Domingão’ até abril de 2022 e deixar que Luciano Huck continue na programação dominical com um novo programa, que teria um formato absolutamente diferente dos moldes do Domingão.

Para ajudar nessa nova programação, também foi considerado que seria interessante manter nomes como o de Ivete Sangalo com uma atração antes do novo programa de Huck começar. Ivete faria um rodízio com outros apresentadores como Márcio Garcia e Fernanda Gentil, cada um apresentando um programa por temporada – a cada três meses – sempre antes do novo programa de Huck começar. Reuniões diárias na Globo estão sendo feitas para que a solução agrade o público, os anunciantes, e também o apresentador Luciano Huck. Neste sentido, o futuro da programação dominical na Globo a partir de 2022 ainda está absolutamente indefinida, assim como a programação de sábado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis − 5 =