Palmeiras levantou a taça do Brasileirão nesta quarta-feira, após vitória por 2 a 1 contra o América-MG, e concluiu a festa de uma campanha dominante. Líder desde a 10ª rodada e sem perder há 22 jogos, o time conquistou o sexto título sob comando de Abel Ferreira, sendo este o mais dominante do período.

Equipe que mais venceu (23 vezes) no Brasileirão, melhor ataque (66 gols), melhor defesa (24 gols sofridos), melhor mandante (com um jogo a mais que o Inter), melhor visitante… não há um ponto a se contestar da campanha.

A brincadeira que corre entre os palmeirenses, rebatendo os que diziam que o Verdão deu sorte nas duas Libertadores por enfrentar grupos fáceis, rendeu até uma provocação de Abel Ferreira logo que foi confirmado o título brasileiro: “Caímos em um grupo fácil no Brasileirão”.

O terceiro título de 2022 foi o exemplo da evolução da equipe sob o comando do português. O Palmeiras dominou adversários mais fracos, fez gols de bola parada, transição, jogadas trabalhadas. Vasto repertório ofensivo, traduzido nos 139 gols marcados na temporada.

Defensivamente, o time manteve a solidez que tem desde a chegada desta comissão técnica. Se não é o elenco mais estrelado do Brasil, o Palmeiras de 2022 é o melhor conjunto do futebol brasileiro.

Assim, ficou realmente “fácil” o Brasileirão. Nem na sequência de confrontos diretos com os rivais mais próximos o Verdão escorregou. Das três conquistas nos pontos corridos (2016, 2018 e 2022), esta foi sem dúvidas a mais tranquila.

Para 2023, Abel e Leila Pereira já avisaram que serão feitas poucas mudanças, mas há assuntos a resolver para seguir vencendo.

O primeiro deles é acertar o futuro de Dudu. Na festa do título, o atacante demonstrou incômodo pela demora para definir sua renovação, uma conversa que se arrasta há alguns meses.

Ele fez, junto de Gustavo Scarpa, Rony, Murilo e Gustavo Gómez o top-5 dos grandes destaques da temporada. Com nove títulos conquistados pelo Verdão, o camisa 7 está entre os maiores ídolos da história do clube. Arrastar a negociação com ele é um erro, ainda mais por aquilo que ele ainda entrega em campo.

Junto a isso é necessária uma atuação pontual no mercado, mas que aumente a qualidade de um grupo que em alguns momentos sentiu falta de melhores opções no banco. Com a manutenção de Abel e estes ajustes, é possível esperar um Palmeiras ainda melhor em 2023.

GE

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − 4 =