José Aguinaldo Vieira, de 53 anos, suspeito de matar a própria filha, de 36 anos em uma comunidade, na Zona Rural de Boqueirão, região metropolitana de Campina Grande, no dia 29 de dezembro. O crime teria acontecido após uma discussão a respeito de um terreno da família.

De acordo com o delegado Ilamilton Simplício, o homem se apresentou acompanhado de advogados. Ele informou que não teve a intenção de matar a filha, que foi um tiro acidental, porém, de acordo com a polícia, não há possibilidade de haver um tiro acidental com a arma que foi utilizada, uma espingarda artesanal calibre 12.

O depoimento da mãe da vítima demente o que o pai contou. Segundo ela, a discussão teria acontecido porque a mulher estaria plantando maracujá em um terreno e ele queria que fossem plantadas hortaliças.

O delegado contou que o homem estava bastante emocionado e que chorou durante o depoimento, porém ele não tinha uma relação próxima com a filha, já que morava no Rio de Janeiro e havia chegado à Paraíba, há aproximadamente dois meses.

Após o depoimento, o homem foi posto em liberdade e vai aguardar o transcorrer das investigações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + nove =