Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

O papa Francisco foi atacado verbalmente por um padre ortodoxo grego, durante sua visita ao arcebispado ortodoxo em Atenas, na Grécia, no último sábado (4).

“Papa você é um herege”, gritou o sacerdote Ioannis Diotis, enquanto Jorge Bergoglio entrava no local para se reunir com o chefe da Igreja Ortodoxa Grega.

Durante o ataque verbal, Diotis precisou ser controlado pelas autoridades locais e retirado da área.

“Eu disse que ele é um herege, para se arrepender”, declarou o religioso à imprensa, ressaltando que “é inaceitável o Papa [estar] na Grécia”. “Ele deveria se arrepender”.

Segundo relatos de testemunhas, o grito foi alto o suficiente para o argentino ouvir a crítica.

Ontem, Francisco chegou a renovar o pedido de perdão pelos erros cometidos pelos católicos contra os ortodoxos. O Santo Padre teve a mesma atitude que João Paulo II teve há 20 anos, a qual ajudou a facilitar as relações.

Os católicos e ortodoxos são separados desde o cisma de 1054 entre Roma e Constantinopla. A queda da atual Istambul, na Turquia, é uma das grandes controvérsias que sempre dificultou a reaproximação das duas igrejas.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × um =