O senador Angelo Coronel (PSD) defende que o Brasil legalize a jogatina para financiar o programa de renda básica.

Há semanas, o governo federal bate cabeça em busca de recursos para o sucessor do Bolsa Família.

“O dinheiro para a renda básica tem que sair da legalização dos jogos, de todos os tipos de jogos. A solução está em legalizar os jogos. É só a equipe econômica colocar o cérebro para funcionar e domar a bancada evangélica”, disse Coronel a O Antagonista.

O senador da Bahia ainda acrescentou:

“As igrejas não ganharam uma anistia recentemente? Então, quando se dá anistia, se frustra receita. Temos que compensar de alguma forma. E o jogo pode ser uma boa compensação. A bancada evangélica vai ter que entender isso.”

Coronel é o relator de um projeto sobre o assunto apresentado pelo senador Roberto Rocha (PSDB). No mês passado, como noticiamos, o senador Irajá (PSD) apresentou outro projeto semelhante, com o aval do governo Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 − quatro =