Após a divulgação dos casos de agressão do DJ Ivis contra sua ex-mulher, Pamella Holanda, diversos outros relatos estão surgindo sobre o comportamento do músico. No meio artístico, ele já era conhecido por ser arrogante e agressivo com produtores, compositores e equipe.

“Eu vi o DJ Ivis humilhando um segurança do meu lado na gravação do DVD do Nattan. Eu quase fui embora na hora, me deu um nojo da arrogância daquele cara. Agora, o machão arrogante acaba de espancar uma mulher”, contou o humorista Gustavo Tubarão através de seu perfil no Twitter.

Segundo relatos, DJ Ivis já agrediu outras mulheres. “Nas vezes em que encontrei o DJ Ivis, ele foi super ignorante e agressivo. Uma certa vez, ele queria entrar no camarim e estava sem pulseira de acesso. Pedi aos seguranças para o barrarem. Ele veio tirar satisfações comigo, me empurrou e caí no chão. Isso já era comum de acontecer quando ele nem era famoso. Em outro evento, ele tentou agredir a mim e a minhas funcionárias. Fizemos um boletim de ocorrência contra ele”, disse uma produtora de eventos de Fortaleza, que não quis ser identificada.

Sobre o caso
Natural de Santa Rita na Paraíba, o DJ Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, foi flagrado, em vídeos gravados por câmeras de segurança interna, agredindo a ex-esposa na frente da filha e de outras pessoas. Pamella Holanda, vítima das agressões, compartilhou as imagens nas redes sociais nesse domingo (11), mas não é possível identificar os dias que as agressões aconteceram.

O artista foi desligado da produtora Vybbe, responsável pelo gerenciamento da carreira. Ivis é produtor de Xand Avião desde a época do Aviões do Forró, e neste ano, se lançou como artista, tendo sucesso nacional com as músicas “Volta Bebê, Volta Neném” e “Esquema Preferido”.

Pâmella também postou fotos de como seu rosto teria ficado após as agressões. Depois disso, ela não comentou mais o caso nas redes sociais. Há pouco mais de um mês, a arquiteta e digital influencer fez um Boletim de Ocorrência contra o ex-marido há pouco mais de um mês. Pamella registrou ocorrência de lesão corporal no âmbito da violência doméstica em 3 de junho, no Eusébio, município da Região Metropolitana de Fortaleza, de acordo com a Secretaria de Segurança Publica do Estado (SSPDS).

O inquérito policial foi instaurado, mas não foi possível prender Ivis em flagrante, porque as agressões ocorreram no dia 1º, segundo o órgão público.

A Polícia Civil solicitou ao Poder Judiciário medidas protetivas de urgência em favor de Pamella. Também informa que o caso segue em investigação e que a polícia ainda não tinha sido apresentada às filmagens das agressões divulgadas neste domingo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze − 1 =