A nova rodada do DataFolha relacionada à disputa para o governo de São Paulo, divulgada nesta sexta, 1º, acaba por trazer mais uma péssima notícia para Jair Bolsonaro.

Segundo o instituto, 64% dos paulistas não votariam de forma alguma em um nome apoiado pelo presidente da República. Apenas 17% disseram que “com certeza” fariam isso. Outros 17% afirmaram que talvez votassem em um nome apoiado pelo atual inquilino do Palácio da Alvorada.

É que, enquanto levantavam como anda a corrida estadual do maior colégio eleitoral do Brasil, pesquisadores do DataFolha perguntaram aos eleitores o que eles achavam de votar em um nome apoiado por Jair Bolsonaro ou Lula.

Enquanto o presidente vive esse fiasco como padrinho político em São Paulo, o petista tem um melhor desempenho – apesar de também mostrar uma rejeição alta.

De acordo com a pesquisa, 51% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum candidato apoiado por Lula –  24% disseram que apoiariam com certeza um nome do petista e 23% apontaram que talvez o fizessem, a depender da situação.

A corrida eleitoral em São Paulo é chave para qualquer candidato que almeja o Palácio do Planalto. Ganhar no estado significa colocar um pé na presidência – por isso, os dados são tão importantes a 93 dias das eleições.

Como mostrou a coluna nesta semana, integrantes do PSB, partido de seu candidato a vice Geraldo Alckmin, acreditam que Lula errou ao apoiar Fernando Haddad, em detrimento do pessebista Márcio França.

O PSDB governa o estado há 30 anos, sempre vencendo nomes do PT que vão perdendo fôlego à medida que a data da eleição se aproxima. O temor no PSB é que isso ocorra novamente.

Nesta rodada do Datafolha, Haddad aparece com 34%, seguido por Tarcisio de Freitas, com 13%, que é o nome de Bolsonaro para o Estado. Também com 13% está o atual governador, Rodrigo Garcia, filiado ao PSDB.

veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × 4 =