Segundo a Federação Internacional de Diabetes existem no planeta 463 milhões de diabéticos. O Brasil se encontra como o 5º país em incidência de diabetes no mundo, ou seja, possui 16,8 milhões de doentes adultos.

O aumento da prevalência de diabetes decorre de uma complexa interação de fatores ambientais, socioeconômicos, demográficos e genéticos, explica a Gerente e Ensino e Pesquisa do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC-UFCG/Ebserh), a médica endocrinologista Alana Abrantes.

No dia 14 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Diabetes, com o objetivo de levar informações sobre a doença para a população. Assim, é importante que as pessoas saibam como identificar a enfermidade para iniciar o tratamento o quanto antes, já que é estimado que 50% das pessoas que possuem o diabetes desconhecem o seu diagnóstico.

Os principais sintomas são fome e sede excessiva, além da vontade de urinar com alta frequência, perda de peso, feridas que demoram a cicatrizar, visão embaçada. Dependendo do tipo da do diabetes podem surgir sintomas específicos.

O diabetes é uma doença endócrina caracterizada pela insuficiência ou má absorção da insulina pelo pâncreas. Com isso, acontece um desajuste e aumento dos níveis de glicose no sangue (glicemia).

Segundo Alana Abrantes alguns fatores de risco são: obesidade, sedentarismo, consumo exacerbado de alimentos processados, alcoolismo, entre outros. Assim, manter hábitos saudáveis é fundamental para prevenir a doença. Atitudes como praticar exercícios físicos regulares e manter uma alimentação balanceada são essenciais para se evitar o diabetes. Para os que já são portadores da doença deverão seguir as orientações médicas e dos demais profissionais envolvidos no tratamento.

CAMPANHA 

Este ano, o tema da campanha Novembro Azul Diabetes é: Enfermeiros fazem a diferença, como forma de valorizar esses profissionais pela sua importância no tratamento desta patologia.

AÇÕES 

Neste ano, devido à pandemia, a campanha não contará com ações presenciais. Mas através dos portais e das redes sociais da Sociedade Brasileira de Diabetes e da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia é possível encontrar diversos conteúdos sobre a doença. Informe-se!

Sobre a ebserh – Desde dezembro de 2015, o HUAC-UFCG é filiado à Rede Hospitalar Ebserh. A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, contribuem para a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + catorze =