Dart atuará como um foguete de reforço para ajudar a desacelerar o asteroide. O telescópio espacial James Web, o Hubble e muitos observatórios terrestres apontarão suas lentes para o par de asteroides para tentar captar detritos do impacto.

Os dois corpos funcionam como um relógio de alta precisão. Quando Dimorfo passa na frente de Dídimo ele produz um pequeno eclipse que acontece com uma cadência perfeita. Nas horas, dias ou no máximo semanas após a colisão, os telescópios poderão confirmar se o Dart conseguiu seu segundo objetivo: mudar a órbita do asteroide.

Mesmo que a missão seja um sucesso, serão necessários anos ou décadas de desenvolvimento tecnológico para poder lidar com uma ameaça real. Um marco importante será alcançado pelo lançamento da Hera, uma missão da Agência Espacial Europeia (ESA) financiada com 130 milhões de euros.

A sonda decolará em 2024 e, dois anos depois, chegará a Dídimo e ao que resta de Dimorfo para segui-los por meses. Essa será a primeira espaçonave capaz de determinar com precisão a massa, composição e estrutura interna desses dois asteroides e realizará uma reconstrução tridimensional detalhada da cratera deixada pelo Dart.

— Precisamos de toneladas de dados para validar essa técnica de desviar asteroides por impacto, e Hera será a missão que nos permitirá desenvolver essa nova tecnologia — explica Ian Carnelli, chefe do projeto.

A ideia é que um sistema como esse esteja pronto em cerca de 30 anos. Se houvesse uma ameaça, uma ou mais sondas de impacto poderiam ser projetadas em dois anos, “um tempo muito curto para os ritmos da indústria espacial”, diz Carnelli.

Tudo isso funcionaria se o asteroide viesse das partes externas do Sistema Solar. No entanto, se vier do lado oposto, na direção do Sol, talvez não possamos detectá-lo até que seja tarde demais. Isso já aconteceu no inverno de 2013, quando um corpo celeste caiu na Sibéria (Rússia), causando mais de mil feridos devido às janelas quebradas. Ele tinha apenas 17 metros de diâmetro.

O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − três =