A Secretaria de Saúde, através do Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI), realiza a partir desta segunda-feira (27) o mutirão de exames de colonoscopia para acelerar os possíveis diagnósticos de doenças intestinais, como o câncer colorretal, também conhecido como câncer de intestino. Até o dia 03 de outubro devem ser realizados 160 procedimentos.

Serão beneficiados os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que estão inseridos na Regulação Municipal e já aguardavam pelo exame durante o período em que o HMSI atendeu, exclusivamente, os casos de Covid-19 e suspendeu os procedimentos eletivos. A ação contará com a participação de mais de 20 médicos da rede municipal de saúde e da iniciativa privada.

De acordo com a médica coloproctologista da rede e coordenadora da Residência Médica em Coloproctologia do HMSI, Shirlane Malheiros, o mutirão, irá atender aos usuários que já aguardavam pelo exame, possibilitando um diagnóstico mais rápido.

Serviço – Na rede municipal de saúde, os pacientes diagnosticados com o câncer de intestino e que tiveram necessidade de colocação de bolsa de colostomia recebem assistência completa junto ao ambulatório de ostomizados, localizado no Centro de Reabilitação e Cuidado da Pessoa com Deficiência, anexo à Policlínica Municipal de Jaguaribe. Além disso, os ostomizados que necessitam de fechar colostomia são atendidos no Hospital Santa Isabel.

Para ter atendimento no ambulatório, a demanda é espontânea, mas para ser atendido no Hospital Santa Isabel é necessário que o paciente seja encaminhado por outros serviços, como as unidades de saúde da família ou outros hospitais.

Câncer de intestino – Segundo estimativa mais atualizada do Instituto Nacional do Câncer (Inca), João Pessoa teria 50 novos casos de câncer colorretal entre homens no ano de 2020, o que representa uma taxa de 16,1 a cada 100 mil habitantes. Já entre as mulheres, a estimativa é de 60 novos casos, com uma taxa de 12,04 a cada 100 mil habitantes.

Os principais sintomas do câncer de intestino são sangramento nas fezes, dor abdominal, anemia e fraqueza, alteração da frequência evacuatória com constipação ou diarreia recorrente. Os fatores de risco mais comuns para o surgimento da doença são: alimentação deficiente em fibras e excesso de carne vermelha, processados e industrializados; obesidade; sedentarismo; tabagismo e alcoolismo.

“Para cuidar do intestino e evitar o câncer colorretal, é preciso observar os fatores genéticos que podem contribuir para o desenvolvimento da doença, mas adotar hábitos mais saudáveis pode evitar o surgimento. A colonoscopia é um dos exames de diagnóstico e prevenção, mas existem exames mais simples como a pesquisa de sangue oculto nas fezes, que deve ser realizado anualmente a partir dos 45 anos de idade”, destacou Shirlane Malheiros.

O mutirão é uma realização da Prefeitura de João Pessoa, por meio do Hospital Santa Isabel, em parceria com o Hospital Nossa Senhora das Neves (HNSN), Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) e Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 + onze =