Uma médica teve parte do dedo arrancado após ser mordida por uma mulher que não se conformava com o fato de receber alta antes de seu bebê. O surto psicótico aconteceu na quarta-feira, 21, no Hospital Maternidade Almeida Castro, em Mossoró(RN). Segundo a assessoria da unidade médica, a mulher deu à luz na madrugada da terça-feira, 20, recebendo alta 36h após o procedimento, como normalmente acontece.

O bebê, entretanto, teve que ficar no hospital por 72h, pois estava com dificuldade de respirar e, por isso, precisava tomar medicação e ser monitorado por profissionais da saúde. Ao ser informada da situação, a mulher ficou alterada, foi até o berçário onde o bebê estava e mordeu o dedo indicador da mão direita da médica obstetra que tentava acalmá-la. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 8 =