Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Uma história de traição nos Estados Unidos ganhou destaque na web recentemente pelo seu desdobramento surpreendente. Depois de ajudar sua melhor amiga durante o trabalho de parto, Hailey Mae Custer, de 28 anos, descobriu que o bebê era, na verdade, filho de seu próprio marido.

A moradora de Wickenburg, no estado do Arizona, notou uma marca de nascença no pescoço do bebê idêntica à do marido, Connor (nome fictício dado por ela), de 36 anos. E assim, surgiu a suspeita de adultério. Após confrontar o cônjuge e a melhor amiga sobre essa estranha coincidência, a verdade foi confirmada por ambos.

Em entrevista ao The Sun, Hailey Mae Custer conta que Connor, agora seu ex-marido, a traiu com pelo menos 30 mulheres durante o casamento, e até teve dois filhos, com mulheres diferentes, enquanto era casado com a norte-americana.

“Ouvi que a minha amiga estava grávida e sem nenhum amparo, então conversei com ela. Eu senti a necessidade de ajudá-la”, relatou Hayley ao tabloide britânico.

A história desse triângulo amoroso veio a público por relatos de Hayley em vídeo no TikTok. Ela descreveu o desenrolar do parto, as emoções sentidas ao segurar o bebê e a maneira como percebeu em seu corpo a mesma marca de nascença do marido. Além do momento em que confrontou a amiga para esclarecer tal semelhança. A publicação alcançou cerca de 4 milhões de visualizações.

“Tínhamos acabado de chegar do hospital e eu estava trocando o bebê. Quando ela virou o pescoço, o sinal de nascença apareceu. Quando eles são bebês, é muito difícil ver, e eu não estava procurando. O choque tomou conta de mim. Quando descobri que minha amiga estava parada ao meu lado, olhei para ela e dava para perceber. Ela não conseguiu dizer nada, apenas abaixou a cabeça e olhou para o chão, e eu simplesmente soube ali. Não houve palavras ditas, eu simplesmente sabia”, narrou.

Ao compartilhar a traição no TikTok, Hailey, que tem quatro filhos, disse ter recebido muitas mensagens de apoio, mas também algumas críticas de outros usuários, em sua maioria, homens.

“Eu recebi um ou dois comentários que são obviamente de homens e narcisistas que disseram ‘Bem, se você cuidasse do seu homem, ele não teria te traído'”, disse.

A norte-americana afirmou que perdoou o ex-marido e a amiga, e optou por superar o ocorrido para recomeçar sua vida pelos filhos. Ela também declarou que se recuperou do trauma, que lhe trouxe consequências psicológicas, e agora está vivendo um outro relacionamento.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 + sete =