O diretor do Hospital Padre Zé, Padre Egídio, comunicou neste sábado (08), o falecimento de mais uma idosa resgatada de um abrigo irregular, em João Pessoa. A idade da idosa Maria Gomes Pereira é desconhecida, pois ela não tinha nenhum documento e acredita-se que foi abandonada pela família.

O padre Egídio afirmou que ela foi levada para a unidade hospitalar em “uma situação muito difícil” e estava com o braço fraturado, sem possibilidade de realizar cirurgia. “Não sabemos sua idade, nem família, nenhum documento foi deixado para que tivéssemos contato. Gratidão a todos os profissionais do hospital que com muito carinho cuidaram dela”, disse.

Esta é a quarta morte entre o grupo de resgatados. No dia 1º de maio, faleceu Francisco Deodoro, de 75 anos. No dia 14 de abril, o Hospital confirmou a morte de um senhor identificado como Clécio, de 72 anos, um paciente oncológico e com sinais de desnutrição e desidratação. No dia 22 de abril, uma mulher de 54 anos, com distúrbios mentais também não resistiu. Outros 17 internos do abrigo estão acolhidos no hospital.

O Ministério Público da Paraíba recebeu a denúncia sobre a instituição de longa permanência para idosos Cuidarte – Lar de Idosos, no dia 04 de abril. Na instituição localizada no bairro de Tambauzinho, a Polícia Militar e agentes da vigilância sanitária constataram que os idosos estavam em situação precária. Foram encontrados 39 idosos e apenas dois cuidadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 1 =