Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Em entrevista a William Waack, da CNN, na noite desta terça-feira (23), Sergio Moro afirmou que é “forçoso reconhecer” que o STF cometeu um “gritante erro judiciário” ao anular a condenação de Lula, levando o processo do petista à estaca zero.

O ex-juiz da Lava Jato também atribuiu a “falsas narrativas” a acusação de que não seguiu a lei em suas decisões —Moro foi considerado “parcial” em decisão do Supremo.

Moro afirmou ainda que Lula se atribuir o status de “preso político” é uma dessas “versões alternativas”“Tomei a decisão [de condená-lo] com a consciência tranquila, porque era o que determinavam as provas”. Disse também que o petista “foi poupado de derrota” porque os brasileiros tinham lembrança das corrupção e da recessão nas gestões do PT.

O ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro alegou que uma das motivações para aceitar o cargo foi evitar que a Lava Jato tivesse mesmo destino da Operação Mãos Limpas.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 − 16 =