Em meio à crise envolvendo o fechamento de rodovias federais, os sistemas operacionais da PRF saíram do ar. O blecaute afeta os serviços da corporação há pelo menos quatro dias.

Estão indisponíveis serviços como o registro de ocorrências, registro de acidentes, fiscalização de trânsito e confecção de boletins de ocorrência.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que os sistemas operacionais deixaram de funcionar em função de um problema em um equipamento da PRF e continuarão inoperantes até a sua restauração.

Um ofício interno da corporação, distribuído aos servidores na quarta-feira (23), recomenda que as ocorrências sejam registradas de forma manual.

“Considerando os atuais problemas técnicos apresentados nos sistemas da PRF, determino que enquanto perdurarem os mesmos, todos os fatos ocorridos devem ser registrados em processador de texto, afirmou o documento assinado pelo Superintendente em Santa Catarina, André Saul do Nascimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco + doze =