SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Marcos Mion, 42, usou seu perfil no Twitter para revelar o motivo pelo qual nunca aparecia de camiseta na Record. No sábado (2), ele havia postado que era a primeira vez que ele surgia assim na TV desde que tatuou o braço por completo e que a sensação era libertadora.

“Tão assistindo ao Caldeirão?? Olha lá eu de camiseta pela primeira vez na TV desde que fechei o braço!! Que estranho, por nunca ter acontecido antes, mas que libertador por saber que vai ser constante agora!”, escreveu o apresentador, hoje na Globo.

Após esse comentário, Mion retomou o assunto neste domingo (3) para explicar o motivo de não expor o braço desde então.

“Agora, eu não poder usar camiseta por conta da Nossa Senhora que tenho no antebraço é um fato. Não tem amargura ou ingratidão da minha parte! Eu sempre aceitei e respeitei a decisão deles! É uma diretriz da empresa, assim como qualquer empresa tem suas crenças e pilares. Normal”, postou.

O apresentador ainda falou que tinha de pedir desculpas toda noite a “Nossa Mãezinha” pelo fato e que a emissora editava os trechos onde ele citava a santa.

“O problema era meu que tinha que me desculpar toda noite com Nossa Mãezinha, pedindo para ela me entender. Que, apesar da minha devoção, eu amava meu trabalho, todas as pessoas e o que a gente criava lá. Eu citava Nossa Senhora por conta da minha crença…”, escreveu.

“E eles editavam por conta da crença deles. E ESTÁ TUDO CERTO! Quando me vi esse sábado de camiseta e Nossa Senhora em 1º plano, me emocionei! Não critiquei a Record! Nunca. Isso foi faísca do Twitter. Apenas descrevi o quão legal era me ver com Santa Maria no braço! Fim.”, encerrou Mion.

Procurada, a Record ainda não se manifestou sobre este assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × um =