A filha do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, foi denunciada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, pelo crime de organização criminosa. Ela foi presa em 11 de novembro acusada de integrar um grupo de estelionatários que dava golpes em idosos.

De acordo com o jornal Extra, na denúncia, Isadora e outras 11 mulheres presas entravam em contato com as vítimas para furtar seus dados bancários e conseguir acesso a seus cartões de crédito.

O golpe funcionava da seguinte forma: o grupo ligava para o titular do cartão e tentava convencê-lo de que o havia sido clonado, em seguida, era solicitado que as vítimas entrassem em contato com o banco para solucionar o problema, porém a ligação era direcionada para a própria central onde operava a quadrilha e as golpistas simulavam que eram atendentes dos bancos para furtar os dados.

Na denúncia, apresentada pelo promotor Luís Augusto Soares de Andrade, “resta evidenciado que as acusadas integram organização criminosa estruturada e caracterizada pela divisão de tarefas entre seus integrantes, com o objetivo de obter diretamente vantagem econômica indevida, por meio de crimes de estelionato”.

À época da prisão, o cantor afirmou ao jornal O Globo que estava “muito surpreso e arrasado”.

“Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, disse o cantor.

A prisão foi feita em flagrante, após uma denúncia anônima, na Barra da Tijuca

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

sete + dezenove =