O Governo da Paraíba e a Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) foram autorizados pelo Ministério Público Brasileiro a realizar a contratação, por excepcional interesse público, de 25 agentes socioeducativos para atuar no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste paraibano.

A contratação será feita mediante análise curricular e inclui também uma lista de 50 candidatos para cadastro de reserva. Conforme apurado pelo ClickPB, os contratos serão válidos até 1º de fevereiro de 2021.

A decisão, que foi publicada no diário eletrônico do Ministério Público Federal nesta sexta-feira (2), explica que há um déficit de 25 agentes masculinos na Fundac e que, por isso, foi realizado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e foi organizado um concurso público. Por causa da pandemia de covid-19, no entanto, o cronograma do concurso precisou ser adiado.

Dessa forma, ficou definido o adiamento do prazo final para a homologação do concurso, que passa a ser 3 de dezembro, e também o prazo final para substituição dos agentes contratados por especial interesse público pelos agentes concursados, que passa a ser 1º de fevereiro de 2021.

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 − dez =