Depois de dizer que Luiz Fux agiu como um censor ao suspender a liminar que soltou o traficante André do Rap, o ministro Marco Aurélio Mello voltou a defender os fundamentos de sua decisão.

“Atuo segundo o direito posto pelo Congresso Nacional e nada mais. Evidentemente não poderia olhar a capa do processo e aí adotar um critério estranho a um critério legal por se tratar deste ou daquele cidadão”, disse ao Estadão.

Marco Aurélio disse ainda que Fux “‘lamentavelmente implementou autogafia, o que fragiliza a instituição que é o STF”.

“É lamentável e que gera uma insegurança enorme e acaba por confirmar a máxima popular cada cabeça uma sentença.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × três =