A deputada federal Flordelis, acusada de ser mandante da morte do marido Anderson do Carmo, confirmou que está em um novo relacionamento. “Estamos namorando sim, e nós queremos nos assumir para calar a imprensa que fala muita mentira”, contou ela em entrevista ao jornalista Leo Dias, do Metrópoles. A parlamentar já havia sido vista com o produtor artístico Allan Soares, 25 anos, mas ela negou o relacionamento na época. Os dois estão juntos desde fevereiro desse ano.

“Estamos namorando sim, e nós queremos nos assumir para calar a imprensa que fala muita mentira. Fomos expostos e quero confirmar isso. Quando saiu, pela primeira vez, a gente era amigo, de verdade. Mas depois da prisão do meu filho, eu e Allan passamos a nos ver muito mais. Me vi muito sozinha, sem marido e sem os filhos em casa. Em certo momento, ouvi dele que me tornei alguém especial em sua vida e eu me dei uma chance de ser feliz de novo. Nós estamos juntos, sim”, contou ao jornalista.

A parlamentar ainda contou que o jovem trabalha como assessor de agenda dela e desde o ano passado eles conversam muito e se aproximam após a morte de Anderson e a prisão dos filhos da cantora. “Eu não vou aceitar que ninguém me dê um namorado que não é o meu, sabe? Eu estou me relacionando com o Allan, que é um produtor artístico. Não falei nada para ninguém até então, mas hoje estou com vontade de falar tudo sobre a minha vida. Não tenho de me esconder de ninguém. Eu e o Allan estamos conversando muito desde o ano passado. Ele é o meu assessor de agenda, mas nunca tínhamos tido qualquer tipo de relacionamento se não o profissional”.

Flordelis ainda falou sobre uma foto que circulou dos dois em uma loja, em Macaé, no Norte Fluminense. Na época, relataram que a cantora estava fazendo uma enxoval, porém ela negou. “O meu pensamento era o de morte e suicídio. Por que não me dar uma nova chance? Por que não tentar ser feliz de novo? Quero viver e ser feliz mais uma vez. Estamos juntos desde o mês de fevereiro deste ano. A foto que saiu de nós dois em uma loja em Macaé (RJ) foi tirada enquanto eu escolhia um travesseiro. Estávamos em um monte para orar, sou uma pastora e continuo agindo na base da oração. Depois disso, passei em uma loja para comprar dois travesseiros, não tem nada de enxoval, não. Não me casei. Não estou grávida e não tenho pretensão de engravidar agora. Isso vai contra a Bíblia, eu tenho de me casar primeiro para depois engravidar. Mas isso não está nos meus planos. Allan também foi criado em uma igreja evangélica. Estamos há meses namorando e falta muito para falarmos sobre casamento e filhos”, disse.

O Conselho de Ética da Câmara de Deputados decidiu, no último dia 8, cassar o mandato da deputada. Flordelis recebeu 16 dos 17 votos possíveis. Apenas um deputado foi contra a cassação, Márcio Labre (PSL-RJ).

A decisão aprova o relatório e voto do deputado Alexandre Leite (DEM-SP). Após essa etapa, o mandato de Flordelis será decidido no plenário da Câmara.

O relatório de Leite diz que a parlamentar matou o marido porque ele tentava interferir no seu mandato. Sem ele, ela conseguiria atuar de maneira plena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

13 − 3 =