PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) — O secretário especial da Cultura, Mario Frias, anunciou nesta terça (10) um edital no valor de R$ 30 milhões para selecionar projetos de obras audiovisuais voltados à comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil, em setembro de 2022.

“Teremos um excelente investimento no resgate do imaginário público de todos os grandes heróis da nossa independência”, disse Frias no Twitter. “A comemoração do bicentenário é um evento de todos os brasileiros, e iremos levá-la para cada um de vocês”, acrescentou.

Segundo o secretário, haverá em breve o lançamento de editais específicos para produtores regionais e novos produtores, promovendo a descentralização de recursos e incentivando empresas e profissionais locais. O dinheiro virá da pasta da cultura.

Este é um dos primeiros editais de fomento direto à produção artística lançado pela secretaria, e vem alguns dias após um chamamento para selecionar uma gestora para a Cinemateca Brasileira – este, contudo, só foi anunciado após um depósito da instituição, localizada em São Paulo, pegar fogo. A página de editais no site da secretaria não lista nenhum chamamento, e foi atualizada pela última vez em abril.

Cerca de 20 produções sobre a independência serão contempladas com o edital, e elas podem ser documentais, ficcionais ou animadas, em curta e longa metragem. O julgamento dos inscritos será feito por uma comissão mista, composta por servidores da Agência Nacional do Cinema, a Ancine, e da Secretaria Especial de Cultura, além de convidados do setor audiovisual.

O secretário de fomento, André Porciuncula, repercutiu o anúncio de Frias, dizendo que se trata de um resgate, no imaginário popular, dos grandes heróis da independência. Ele também afirmou que “o país não será refém dos ícones artificiais de meia dúzia de revolucionários”, mas não especificou a quem se referia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito + um =