O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o desembargador Márcio Murilo, exaltou nesta quarta-feira (2), uma nova fase entre os integrantes da corte, de união interna dos desembargadores, o que segundo ele possibilitou avanços alcançados pelo Judiciário paraibano no relatório publicado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Em entrevista à rádio Arapuan FM, ele revelou que essa união interna do Tribunal também gerou um clima de consenso para a escolha dos próximos presidentes do tribunal, que segundo ele devem ser os desembargadores Saulo Benevides e José Benedito. Ambos foram convidados pelo atual presidente para participar da gestão do tribunal.

“Era público e notório que havia disputa pela Mesa Diretora. Graças a Deus o tribunal se uniu. E para esse ano e para os próximos gestores, é essa ideia que a união gerou. Eu já convoquei os futuros presidentes do tribunal, que já estamos em consenso. O próximo presidente que eu irei votar e que está tendo consenso, é o amigo Saulo Benevides, que já está atuando marcantemente no tribunal, na parte orçamentária, e também José Benevides no biênio seguinte”, disse.

Segundo Márcio Murilo, foi esse clima de união, também, que permitiu o aumento de 18,10% no índice de processos baixados na Paraíba. Para ele, os resultados do CNJ mostram avanços do judiciário da Paraíba.  “São os processos que terminaram e que foram arquivos. Para a Justiça, o que vale não é só jugar, é concluir, é executar. É isso que nós conseguimos ficar entre os primeiros no Brasil”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × cinco =