Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

O pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSB, Márcio França, defendeu nesta sexta-feira 20 ser o candidato que ‘mais ajuda’ a atrair novos votos para Lula (PT) no estado. Conforme afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, uma decisão equivocada na escolha dos palanques por parte do ex-presidente poderá ‘custar a eleição’ contra Jair Bolsonaro (PL).

“ É preciso que a gente tenha em mente o que está acontecendo na eleição brasileira. O erro em São Paulo pode custar a eleição brasileira [do Lula]. Dez por cento em São Paulo são 2,5 milhões de votos. Não há como compensar isso”, respondeu França ao ser questionado sobre abrir mão da sua candidatura para apoiar Fernando Haddad (PT).

Em seguida, no entanto, França se esquivou ao ser questionado se ‘o erro’ a que se refere na declaração seria Lula apoiar Haddad. Apesar de não afirmar categoricamente, o ex-governador voltou a defender ter mais votos do que o petista em SP.

“Qualquer erro. O que tem de concreto é a eleição passada. Em 2018, eu tive para governador 10,2 milhões de votos e o Haddad, 7,2 milhões para presidente. Estamos discutindo esses 3 milhões. Por que esses 3 milhões migraram para mim e não para ele? É isso”, respondeu.

Conforme defendeu o pessebista, ele seria o pré-candidato ao governo capaz de atrair o maior volume eleitores não-petistas para Lula. “Sem dúvida [minha candidatura ‘alivia a tarefa de Lula] . Eu amplio um pedaço a mais que ele não tem”, destacou França.

Carta Capital

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 3 =