O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta fez duras críticas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, durante depoimento na CPI da COVID, realizado nesta terça-feira (4/5), no Senado. Segundo Mandetta, ele é uma pessoa “desonesta intelectualmente” e não está à altura do cargo.

“Esse ministro Guedes, da Economia, é desonesto intelectualmente, uma coisa pequena, homem pequeno para estar onde está. Quando esteve na Câmara, ele falou que (o ministro da Saúde) saiu com R$ 5 bilhões e não comprou vacina. Esse ministro não soube nem olhar o calendário para olhar que enquanto estive lá não havia nem vacina sendo comercializada no mundo. Só posso lamentar”, afirmou Mandetta.
Para o médico, Guedes deve ter sido uma das vozes que influenciou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia.
Ao citar Guedes, Mandetta também falou sobre o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no qual ele elogiou e agradeceu.
Ainda segundo Mandetta, Guedes “não ajudou nada”. “Pelo contrário, falava que já tinha mandado o dinheiro e que se virem. Vamos tocar a economia. Talvez tenha sido uma das vozes que tenha influenciado o presidente”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 2 =