Pelo menos 144 mil pessoas não tiveram atividades escolares em julho, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) Covid-19, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, nesta sexta-feira (21). O percentual estadual foi menor do que os observados no Brasil, de 19,1%, e no Nordeste, de 26,3%.

O resultado obtido pelo levantamento indica que os outros 765 mil alunos, cerca de 80,9%, tiveram atividade nesse período, enquanto 37 mil, aproximadamente 3,9% não tiveram porque estavam de férias. No cenário nacional, a situação é um pouco diferente, com 72% dos alunos com atividades e 8,9% de férias.

No estado, a proporção dos estudantes que não tiveram atividades foi maior entre os alunos do ensino superior, de 29,1%, que também teve o maior percentual dos que estavam de férias, de 13,6%; seguida pela dos que estão no ensino médio, de 13,3%; e pela dos que estão no ensino fundamental, de 11,8%.

Entre os estudantes pretos e pardos, 81,1% tiveram atividades em julho, proporção parecida com a observada entre os brancos, que foi de 80,7%. No comparativo entre alunos homens e mulheres, a diferença é um pouco maior. No grupo feminino o indicador foi de 83,1% e, no masculino, de 78,7%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 + onze =