Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

As Cozinhas Comunitárias e Restaurantes Populares de João Pessoa distribuíram quase 1,2 milhão de refeições neste ano. Mas para além dos números, os equipamentos que fazem parte da Prefeitura de João Pessoa puderam oferecer segurança alimentar para pessoas em vulnerabilidade social na Capital durante o ano de 2021.

Os dois Restaurantes Populares, localizados em Mangabeira e Varadouro (inaugurado em fevereiro), distribuíram pelo valor simbólico de R$1,00, 760.100 refeições, ajudando na rotina e economia doméstica de diversas pessoas, que encontram nos restaurantes um local para realizarem sua refeição com qualidade e de forma barata de segunda a sexta-feira.

As Cozinhas Comunitárias já distribuíram 436.793 refeições atendendo no Bairro dos Novais, Gervásio Maia, Taipa, Timbó, Bela Vista e Jardim Veneza. A Sedes também este ano distribuiu 22.193 refeições para atender situações de emergência como inundações, acidentes e operações de desocupação

É o caso do motorista de ônibus Guilherme de Souza, que todos os dias adquire sua refeição, feita a partir de um cardápio acompanhado por nutricionistas, seguindo as diretrizes do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT). “Todo dia pego minha quentinha aqui no restaurante para mim e um outro amigo motorista. A gente paga um real e tem uma comida saudável, muito boa e aqui ainda é rápido de sair a comida, o que pra gente que é motorista e tem horário apertado é muito bom”, completou.

No local as refeições são distribuídas em quentinhas, como medida sanitária de prevenção à Covid-19. Apenas aos grupos prioritários é permitido consumir a refeição no refeitório do restaurante, que além da quentinha, também oferece suco e sobremesa aos usuários.

O secretário de Desenvolvimento Social de João Pessoa, Felipe Leitão, ressaltou o crescimento no número de refeições produzidas após o mês de março, a partir de decreto municipal determinando o aumento em 50% no número de refeições em todos os equipamentos de segurança alimentar da Prefeitura.

“Estamos realizando uma gestão eficiente e que otimiza para que mais famílias possam ter acesso a uma refeição de qualidade, que atenda suas necessidades. Conseguimos aumentar nossa capacidade de produção, reorganizamos alguns processos e praticamente dobramos o número de refeições entregues em comparação com o ano de 2020. É prova de que conseguimos manter a qualidade dos produtos e da entrega, atendendo quem mais precisa, principalmente neste momento de pandemia e que muitas pessoas ainda estão em busca de uma renda”, reforçou.

Já as Cozinhas Comunitárias atendem um público diferente. As seis unidades, instaladas em comunidades da Capital, têm como principal objetivo atender as famílias que estão em vulnerabilidade social, com as refeições sendo distribuídas de forma gratuita junto aos usuários cadastrados. Os cadastros são feitos a partir de demanda espontânea e também por meio de agentes de saúde que identificam famílias que necessitem de apoio nutricional. É feita uma visita social e a partir daí as famílias que atendem os critérios são inseridas nos equipamentos.

Na Cozinha Comunitária do Gervásio Maia, uma das usuárias é Ivaneide de França e seu filho. Vinda do interior para João Pessoa, desde abril ela faz uso do serviço. “Estou desempregada e sem renda, então a Cozinha me ajuda a ter o que comer na hora do almoço, ter a certeza que amanhã terei a refeição e conseguir economizar pra ter mais uma no dia, na hora do jantar. Pra mim aqui é maravilhoso, uma comida saudável e gostosa e só tenho a agradecer a Deus e as meninas da Cozinha, que são ótimas”, destacou.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − 13 =