O chefe da maior fabricante de vacinas do mundo pediu nesta sexta-feira (16) ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que suspenda a proibição de exportação de matérias-primas para conseguir fazer mais vacinas contra a Covid-19.

O presidente-executivo e dono do Instituto Serum, da Índia, Poonawalla, fez um acordo para fornecer 1,1 bilhão de doses para a Covax, coalizão de mais de 150 países liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para adquirir e distribuir vacinas contra a Covid-19 a países pobres.

O pedido incomum do CEO do Instituto Serum, feito em um rede social e marcando a conta oficial da presidência dos EUA, ainda não foi respondido por Biden.Maior produtora de vacinas do mundo em volume, o Instituto Serum fabrica a vacina de Oxford/AstraZeneca que é exportada para outros países além do Reino Unido e da Europa (o Brasil adquiriu 2 milhões de doses do imunizante em janeiro) e também a Novavax.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × 4 =