Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

O papa Francisco classificou a violência contra as mulheres como um insulto a Deus durante a missa na Basílica de São Pedro, neste sábado (1°/1), dia em que a Igreja Católica Romana comemora a solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, e também seu Dia Mundial da Paz anual.

Na mensagem de Ano-Novo, Francisco também lembrou das jovens mães e seus filhos “que estão fugindo das guerras e da fome ou que estão esperando em campos de refugiados”.

“A Igreja é mãe, a Igreja é mulher. Enquanto as mães dão vida e as mulheres salvam o mundo, devemos todos trabalhar para promover as mães e proteger as mulheres”, disse o papa.

“Quanta violência é dirigida contra a mulher! Chega! Machucar uma mulher é insultar a Deus, que de uma mulher assumiu nossa humanidade — não por meio de um anjo, não diretamente, mas por meio de uma mulher”, completou.

Já em seu discurso do Angelus, horas depois, Francisco pediu o fim da violência e disse à multidão reunida na Praça de São Pedro para manter a paz em seus pensamentos.

“Vamos voltar para casa pensando em paz, paz, paz. Precisamos de paz”, pregou o papa, após a oração do Angelus.

O pontífice, que completou 85 anos no último dia 17 de dezembro, lembrou aos fiéis que a paz exige “gestos concretos”, como perdoar os outros e promover a justiça.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

13 − 3 =