Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto
O paraibano Erisson Ferreira, disputou nesta terça-feira (02) uma luta em Las Vegas, e conquistou o  contrato com o UFC. O peso-mosca (até 56kg) Erisson Silva, o “Gato”, venceu o chinês Lun Qiu numa luta intensa que terminou numa decisão unânime a seu favor (triplo 29-28).

Aos 30 anos, o lutador de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, chegou a 11 vitórias na carreira, que tem apenas uma derrota até aqui. Depois da vitória, ele deu uma entrevista bastante emocionando ao dedicá-la à filha Yarin Elisa, que faleceu poucos meses depois de nascer.

– Só tenho que dedicar essa vitória para a minha filha, que não esta aqui, papai do céu levou ela em agosto, com um problema no coração depois de uma cirurgia, ela não resistiu. Mas Ele sabe de tudo. Ela estava no hospital e eu treinando, e minha esposa com ela. É muito difícil, mas consegui dar essa vitória para ela. Essa vitória é para ela e para a minha família.

A luta

Erisson tomou um direto de encontro logo no primeiro minuto, balançou e caiu, mas se recuperou ainda deitado. O chinês mostrava mais ação abusando de bons chutes fortes. No meio do round, com um bom cruzado, Erisson passou a crescer na luta, que ganhou em intensidade e os dois foram para a trocação franca. No último minuto, o brasileiro balançou o adversário, depois colocou mais uma mão e foi para cima.

O round acabou com Erisson por cima no chão, mas o chinês foi salvo pelo gongo. No segundo round, o chinês ficou em vantagem jogando mais na longa distância, tocou mais o brasileiro, enquanto Erisson não encontrava a curta distância para se impor.

No último round, depois de uma parcial para cada um, a hora era do tudo ou nada nos últimos cinco minutos. Com apenas 30 segundos, Erisson conseguiu aplicar a queda no double leg, mas sem conseguir evoluir por cima. Lun Qiu conseguiu virar e tentou ir para o estrangulamento, mas Erisson sobreviveu e o combate voltou para o meio do cage.

Depois, foi a vez de o brasileiro ficar na posição para buscar o estrangulamento, mas depois passou para as costas e tentou encaixar o mata-leão. O chinês conseguiu escapar. Nos últimos minutos, por baixo, Erisson tentou encaixar guilhotina, mas Lun Qiu se manteve vivo até soar o gongo.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × quatro =