SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Avisado em um telefonema de que não continuaria no Barcelona, Luis Suárez teve sua vingança neste sábado (2). Ele fez o segundo gol do Atlético de Madrid na vitória por 2 a 0 sobre sua ex-equipe, pelo Campeonato Espanhol.

Na comemoração, ele simulou falar ao telefone.

Apesar das garantias dadas antes da partida, o resultado coloca mais pressão sobre o técnico do Barcelona, o holandês Ronald Koeman. Com ele no comando, o time venceu apenas um dos últimos seis jogos. Na Champions League, perdeu as duas partidas que disputou.

O presidente Joan Laporta havia dito que Koeman permaneceria no cargo mesmo com derrota neste sábado.

Na tabela da liga nacional, o clube catalão tem 12 pontos depois de sete rodadas. Está na 7ª posição. Com o resultado, o Atlético alcançou na liderança o Real Madrid, que neste domingo (3) visita o Espanyol.

Suárez foi dispensado pela diretoria do Barcelona, a pedido de Koeman, em agosto do ano passado. Foi para o Atlético, onde conquistou o título espanhol na última temporada. A saída do uruguaio, e da forma como aconteceu, foi um dos motivos do descontentamento de Lionel Messi com a agremiação catalã.

Suárez fechou o placar aos 44 minutos do primeiro tempo. Antes disso, aos 23, Lemar havia feito o primeiro gol.

O Atlético foi superior durante todo o confronto e contou com grandes atuações de Lemar e do português João Felix. Disciplinado taticamente, uma das maiores características dos times dirigidos pelo argentino Diego Simeone, os donos da casa quase não foram ameaçados por um Barcelona anêmico no ataque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × dois =