Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Kevin Smith, líder de seita jamaicana denunciada por realizar sacrifícios humanos, morreu nesta terça-feira (26). Ele estava a caminho do tribunal quando sofreu um acidente de carro.

Smith tinha 39 anos e fazia parte da seita International Kingdom Restoration Ministries. Ele estava preso desde 17 de outubro acusado de participar da morte de pessoas que teriam servido como sacrífico durante um culto.

Segundo o The Sun, os seguidores de Smith cortaram a garganta de uma mulher, mataram outra pessoa e esfaquearam uma terceira vítima. O ritual era realizado para “tirar o sangue impuro de seus corpos”.

Além dele, um policial que estava no veículo também morreu. Outras duas pessoas ficaram gravemente feridas.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

6 + 9 =