O heptacampeão mundial Lewis Hamilton disse que ainda está sentindo os efeitos da contaminação pelo novo coronavírus (covid-19) após se classificar em terceiro lugar para a última prova do mundial de Fórmula 1, em Abu Dhabi, mas prometeu dar tudo de si na corrida do próximo domingo (13).

O piloto de 35 anos da Mercedes voltou após ficar de fora do Grande Prêmio de Sakhir, no Bahrein, no último final de semana, por ter sido infectado pelo novo coronavírus. Ele testou negativo nesta semana.

O britânico não quis entrar em detalhes médicos, mas disse que o vírus precisava ser levado a sério e que lamentava por todos aqueles que sofreram com ele ou estavam de luto por seus entes queridos.

“Não estou 100%, ainda tenho alguma sensação nos pulmões”, declarou.

“Normalmente, eu dirigia mesmo se um dos meus braços estivesse pendurado. Isso é o que fazemos como pilotos de corrida e, felizmente, não é o caso”, acrescentou.

“Definitivamente, não será a mais fácil das corridas fisicamente, mas vou conseguir e dar tudo o que tenho”, concluiu.

Hamilton conquistou seu sétimo campeonato mundial no mês passado e é o piloto de F1 de maior sucesso de todos os tempos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 2 =