O vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra, detalhou durante coletiva na manhã desta segunda-feira (8), o plano de assistência da Prefeitura Municipal para enfrentamento ao novo coronavírus. Segundo ele, nos últimos dois meses a nova gestão realizou diversas ações para desacelerar a disseminação da doença, com a aquisição de insumos e equipamentos, abertura de leitos e um amplo plano de vacinação que imunizou mais de 38 mil pessoas.

“Não estamos medindo esforços para reduzir os efeitos da Covid. O trabalho tem sido permanente, 24 horas por dia e assim vai continuar. Hoje iniciamos mais uma fase do plano de vacinação, focada na faixa etária de 75 e 79 anos e o nosso pedido é pela consciência e o apoio da população. Façam a sua parte. Quem puder, fique em casa”, alertou o vice-prefeito Leo Bezerra.

Durante a coletiva, Léo Bezerra relatou que foram abertos 46 novos leitos de UTI nos hospitais da rede municipal de saúde. Atualmente, a rede conta com 227 leitos exclusivos para Covid-19, sendo 100 de UTI, 95 de enfermaria e 32 de estabilização. Segundo ele, nos próximos dias, o número de leitos de UTI deverá chegar a 130.

Já a estrutura móvel também foi reforçada. Nesse domingo (7), a cidade recebeu cinco novas ambulâncias, sendo três para retaguarda nas UPAs e duas para o Samu. Todas elas ficarão à disposição para o atendimento da Covid. Além disso, 15 veículos foram acrescidos no apoio à vacinação, tanto para abastecimento quanto para a imunização à domicílio. São três novas viaturas em cada um dos cinco distritos sanitários.

Vacinas

Desde o início da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, em 19 de janeiro, a Prefeitura já recebeu 56.717 doses para a primeira aplicação do imunizante e 22.327 para a segunda dose. Até esta sexta-feira (5) 38.401 pessoas já haviam recebido a primeira dose da vacina, enquanto 14.610 foram imunizados com a segunda dose.

Para a campanha, foram desenvolvidas várias estratégias. “A finalidade de levar a vacina até a população, como a imunização nos locais de trabalho para os trabalhadores de saúde, vacinação no sistema drive thru em pontos distribuídos pela cidade e a vacinação em domicílio para idosos acamados”, explicou o secretário da Saúde, Fábio Rocha.

Rede de atendimento

A rede hospitalar também passou a contar com cinco usinas para produção de oxigênio, garantindo esse elemento fundamental para os pacientes em tratamento de síndromes respiratórias graves. Para reforçar o pessoal, foram contratados 502 profissionais, no período de 16 de fevereiro a 6 de março, em três chamadas do edital de 2020 e uma referente ao edital de 2021.

Com o aumento do número de casos da doença em todo o país, o prefeito Cícero Lucena adotou medidas restritivas, por meio de decreto, para evitar aglomerações e conter a disseminação do coronavírus na Capital paraibana. As determinações foram construídas e debatidas com as categorias setoriais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito + dez =