A partir dessa semana, os exames para o diagnóstico de monkeypox, vírus causador da varíola do macaco, vão passar a ser realizados na própria Paraíba, no Laboratório Central da Paraíba (Lacen-PB). Para isso, na última quinta (20) e sexta-feira (21), foram realizados treinamentos para aplicação da metodologia. Com a mudança, os resultados dos exames vão ser obtidos mais rapidamente.

O diretor do Laboratório Central da Paraíba, Bergson Vasconcelos, explicou que a primeira análise das amostras recebidas pelo Lacen deve acontecer ainda nesta semana. “Com a implantação dessa tecnologia vai ser possível obter resultados em um tempo mais oportuno. Recebemos uma média de 10, 12 amostras por dia. Nossa projeção é na próxima quarta ou quinta-feira rodar a placa e realizar a primeira análise”, disse o diretor em entrevista à TV Cabo Branco.

“O grande ganho é a assistência mais próxima, respostas mais rápidas”, ressaltou Bergson.

Até agora, as amostras coletadas na Paraíba eram enviadas para a sede da Fiocruz, que também atendia os demais estados, ocasionando a lentidão nos resultados dos exames. Todos os estados brasileiros passaram pelo treinamento e devem passar a ter autonomia no diagnóstico do vírus. “Esse treinamento foi um alinhamento com nossa equipe técnica para passar alguns detalhes sobre o kit molecular, mas nada muito diferente do que a gente já realiza aqui no laboratório, apenas alguns protocolos internos precisam ser ajustados”, explicou o diretor.

O Lacen é responsável pela análise das amostras e não realiza testes. Os pacientes suspeitos, que apresentem febre, dor de cabeça, dores musculares, calafrios e erupções de pele, devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Está disponível o telefone do ‘Alô Saúde’ para monkeypox. O número 0800 083 0010 atende de segunda a sexta-feira, entre 8h às 18h, para tirar todas as dúvidas dos profissionais de saúde e a população em geral, fazendo o encaminhamento necessário, de acordo com a situação.

Até esta segunda-feira (24), a Paraíba tem 33 casos confirmados da doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 + 20 =