O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) divulgou nota, nesta terça-feira (10), comentando sobre a inelegibilidade decretada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do também ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). (Clique aqui para conferir detalhes)

Em 2014, ano em que Ricardo Coutinho cometeu abusos de poder para permanecer no comando do Governo do Estado, o então candidato a governador, Cássio Cunha Lima, foi o grande prejudicado pelas manobras de Coutinho, uma vez que perdeu as eleições, fato, até então, inédito na carreira vitoriosa do campinense.

Confira abaixo a íntegra da Nota:

Não há o que se comemorar. Justiça tardia não é justiça.

O povo da Paraíba foi roubado, as robustas provas da Operação Calvário atestam isso.

A eleição de 2014 foi roubada. O governo ilegítimo resultou na quadrilha desbaratada.

Espero que a Justiça Estadual e Federal não cometam o mesmo erro da Justiça Eleitoral que levou seis anos para constatar os gravíssimos crimes praticados pela quadrilha que ainda hoje comanda a Paraíba.

É tudo muito grave para continuar impune. Não é possível continuar fazendo de conta que foi tudo normal na eleição de 2018, como hoje se sabe que em 2014 não foi.

Que esse triste exemplo de impunidade não volte a se repetir e a Justiça aja de forma célere e julgue os criminosos que roubaram o povo da Paraíba.

Cássio Cunha Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze − treze =