Bloco Principal 1

Justiça nega habeas corpus e mantém preso pastor acusado de aplicar golpes em fiéis de João Pessoa no valor de R$ 3 milhões

 

A Justiça negou o habeas corpus impetrado pela defesa do pastor Péricles Cardoso e decidiu mantê-lo preso. A decisão foi tomada por unanimidade, nesta terça-feira (05), durante julgamento na Câmara Criminal de João Pessoa. O pastor é acusado de aplicar golpes em fiéis de uma igreja de Mangabeira que teria chegado ao valor de R$ 3 milhões.

O relator da ação, desembargador Joás de Brito Filho, votou pela manutenção da prisão do pastor e foi acompanhado pelos demais membros da Corte.

Péricles Cardoso está preso desde o dia 1º de novembro. A Justiça havia decretado a prisão do pastor  desde o mês de setembro, por considerá-lo foragido.

O pastor Péricles Cardoso de Melo é acusado de aplicar golpes estimados em R$ 3 milhões em fiéis da igreja em que liderava, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

 

CLICKPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri