A ação foi movida por integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), eles protocolaram no Ministério Público Eleitoral (MPE) uma representação contra Juliette por fazer campanha eleitoral antecipada durante sua apresentação na cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

Na ocasião, a cantora vibrou ao ouvir o público entoando o coro “Olê, olê, olá, Lula”. Ela também retirou o fone do retorno para escutar melhor a manifestação da plateia e, ao final, exatou seu estado natal.

Parlamentares criticam João Campos pelo cancelamento do São João em Recife; Câmara discute assunto hoje
Na ação, o vereador por São Paulo Rubinho Nunes (União), pré-candidato a deputado federal, e Guto Zacarias (União), pré-candidato à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), afirmam que Juliette transformou sua apresentação em um showmício. Na representação, os autores pedem a condenação de Juliette e de Lula e que os dois paguem multa. Em casos de desrespeito à lei eleitoral, os valores podem variar entre R$ 5 mil e R$ 25 mil.

Na internet, fãs de Juliette estão fazendo piada da ação e subindo hashtags de apoio. O influenciador Felipe Neto também defendeu a cantora, comentando em uma publicação de Rubinho onde ele explica a ação.

portaldacapital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × quatro =