O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) rebateu o presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido) que divulgou neste domingo (28), uma lista valore de repasses para os estados brasileiros. Além de João, outros governadores acusam o presidente de distorcer informações sobre os repasses.

“A Paraíba não recebeu R$ 21 bilhões para combater a pandemia. Mais uma vez estão tentando confundir a população, distorcendo valores que incluem FPE, FPM, Auxílio Emergencial, entre outros que são obrigações constitucionais e não podem ser usados no enfrentamento à Covid-19”, disse João em uma rede social.

Nas redes sociais, o presidente divulgou valores de repasses feitos pelo Governo Federal para cada estado. Porém, esses valores são formados, na maioria, por recursos obrigatórios e não pode decisão do presidente.

Outros 15 governadores reagiram à publicação, alegando que o presidente tenta atacar os governadores. Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, taxou Bolsonaro de “irresponsável”.

Em nota, 16 governadores rebateram as acusações apontando que “adotando o padrão de comportamento do Presidente da República, caberia aos Estados esclarecer à população que o total dos impostos federais pagos pelos cidadãos e pelas empresas de todos Estados, em 2020, somou R$ 1,479 trilhão. Se os valores totais, conforme postado hoje, somam R$ 837,4 bilhões, pergunta-se: onde foram parar os outros R$ 642 bilhões que cidadãos de cada cidade e cada Estado brasileiro pagaram à União em 2020?”.

Na nota assinada pelos governadores de Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe, eles afirmaram ainda que a contenção de aglomerações é o que deveria ser praticada de forma coordenada pela União.

Alguns governadores se manifestaram nas redes sociais.

João Azevêdo, governador da Paraíba

Flávio Dino, governador do Maranhão

Camilo Santana, governador do Ceará

Wellington Dias, governador do Piauí

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul

Veja a publicação de Bolsonaro:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 + dois =