O governador João Azevêdo sinalizou, nesta terça-feira (5), que a vaga para vice-governador na sua chapa ainda não está assegurada para o PP. Ele disse que há uma construção dentro dos partidos aliados, e “requer desprendimento de todas as partes”.

 

Inicialmente, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) indicou que haveria um acordo para que o Progressistas indicasse o vice, o que gerou reclamações de Hugo Motta, presidente do Republicanos, que também quer a caga.. Os partidos se reuniram com o governador nos últimos dias.

 

“Nós estamos construindo esse momento agora, porque nós temos um cenário que por uma decisão pessoal do pré-candidato [Aguinaldo Ribeiro], ele decidiu pela reeleição, então é um novo momento que nós estamos discutindo internamente”, disse João durante sabatina à CBN João Pessoa.

 

Azevêdo destacou que as decisões estão sendo tomadas democraticamente dentro dos partidos.

“Não tem essa preocupação desse chamado  protagonismo porque, na verdade, o que é uma mudança na forma de fazer política na Paraíba e que antigamente predominava única e exclusivamente à vontade de alguém e todo mundo se curvava a essa vontade. O que nós estamos implantando na Paraíba é uma política de diálogo”, definiu.

wscom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis + vinte =