O governador João Azevêdo (Cidadania) inaugurou, na manhã desta sexta-feira (6), a sede do Programa Integrado Patrulha Maria da Penha (PIPM), no município de Campina Grande, no Agreste paraibano. Com essa iniciativa, o Estado amplia o atendimento de mulheres vítimas da violência doméstica e familiar para mais 34 cidades.

Azevêdo destacou a necessidade de acabar com a violência doméstica em todo o País. “Nós estamos em um momento, além de todas as campanhas, além da tentativa de conscientização da população de que isso tem que definitivamente acabar nesse país, nós precisamos também, através de políticas públicas, como a Patrulha Maria da Penha, oferecer condições, assistência social, apoio psicológico, apoio jurídica a essas mulheres vitimas da violência”, frisou.

Pontuou ainda de que a implantação do projeto até o momento, “não perdemos nenhuma das mulheres”, que são atendidas pelo programa. Logo após essa inauguração, o chefe do Executivo seguiu para outras cidades do Brejo paraibano onde cumpre agenda de inaugurações e visitas a obra em execução na região. Além disso, visita o projeto Tá na Mesa. Serão visitados os municípios de Alagoa Nova, Remígio, Areia, Alagoa Grande, Alagoinha e Guarabira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 2 =