O governador João Azevêdo recepcionou os atletas paralímpicos paraibanos que competiram nas Paralimpíadas de Tóquio, nesta sexta-feira (10), na Vila Olímpica Parahyba, no Bairro dos Estados, em João Pessoa. Na oportunidade, o chefe do Executivo paraibano destacou que quer ampliar por todo o Estado o programa de incentivo ao esporte para que se descubram novos “Petrúcios e Cíceros” – paratletas medalhistas de ouro e bronze.

“O que nós pretendemos, logicamente, a partir do exemplo desses atletas, é que mais e mais jovens se interessem pelo esporte. E os programas existem exatamente para isso. Para dar apoio. Através do Bolsa Esporte, dos participantes das Paralimpíadas pelo menos 10 atletas e técnicos foram auxiliados pelo programa Bolsa Esporte”, destacou.

Para João Azevêdo, é fundamental o incentivo ao esporte para que toda população tenha acesso e se espelhe nos paratletas que conquistaram as medalhas nesta última Paralimpíada. “Nós queremos que ao invés de 10 tenhamos 20, 30 participando. Isso é que nós queremos, ampliar esse trabalho pelo estado todo e descobrir novos Petrúcios, Cíceros e possam representar mais a Paraíba”, comentou.

Ao todo, oito atletas paraibanos conquistaram medalhas nas Paralimpíadas de Tóquio. No atletismo, Petrúcio Ferreira levou Ouro nos 100 metros rasos e Bronze nos 400 metros. Já Cícero Valdiran conquistou o o Bronze no lançamento de dardo. No goalball masculino da seleção brasileira tem dois paraibanos: Emerson Silva e José Roberto. No parataekwondo obteve a conquista no terceiro lugar, Silvana Fernandes.

Além deles, três atletas ganharam a medalha de Ouro no futebol de 5: Damião Robson, Matheus Costa e Luan Lacerda. A comissão técnica conta também com paraibanos: Fábio Luiz (técnico), Josinaldo Costa (assistente técnico), Alexandre Sérgio (analista técnico), Edson Gomes (preparador físico) e Harekson Barbosa (fisioterapeuta). Na equipe da Natação brasileira tem o enfermeiro Adeildo Dantas. Já o técnico do atletismo, Pedro Almeida, também é paraibano, assim como o treinador da seleção brasileira de vôlei sentado feminino, que levou o bronze, Agtônio Guedes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × três =