“Não existe ruído nenhum”. Foi assim que o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) descartou, durante entrevista nesta quinta-feira (03), qualquer possibilidade de atrito com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP) por conta das divergências entre os decretos municipal e estadual para conter o avanço da pandemia.

Segundo João, as questões técnicas serão discutidas em fórum adequado e em nada influenciam na relação institucional entre os entes.

“Essa é uma questão de discussão e compreensão técnica, que será discutida no fórum adequado”, comentou o governador em entrevista ao portal ParlamentoPB.

Os decretos em João Pessoa e do Governo do Estado colidem em pelo menos dois pontos, por exemplo. Enquanto na Capital fica liberada as academias devem ficar abertas, durante o período, o decreto estadual estipula que os estabelecimentos fiquem fechados. Em outro ponto, segundo o decreto estadual, bares e restaurantes devem funcionar até às 16h, já em João Pessoa, esses serviços se estendem até às 21h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco + treze =