O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (22), durante o programa semanal Conversa com o governador, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara, uma parceria com a Uber que irá assegurar o transporte gratuito do grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. Serão disponibilizadas, a partir de hoje, 10 mil viagens de ida e volta aos locais de imunização nos municípios de João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e Campina Grande.

O chefe do Executivo estadual ressaltou que a iniciativa tem o objetivo de garantir o acesso da população que tem dificuldade de mobilidade aos pontos de vacinação definidos pelos municípios. “Isso permitirá que as pessoas que têm problemas para se locomoverem possam chegar rapidamente aos postos de vacinação. Agradeço publicamente o apoio da Uber com essa parceria, por ter disponibilizado um valor de R$ 150 mil em viagens. Dessa forma, estaremos incluindo muita gente que não tem como pegar um carro para ir, que não tem um parente que possa levá-lo até o posto de vacinação e, agora, vai ser vacinado usando o Uber”, explicou.

As viagens para os locais de vacinação serão feitas por meio de códigos promocionais e terão validade de 12 horas, sendo recomendado o pedido de gratuidade imediatamente à solicitação da primeira viagem. Em João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux, o código que deverá ser inserido é o VACINAPB. Já em Campina Grande será VACINAPBCG.

Cada usuário só pode inseri-lo uma vez, garantindo a gratuidade para as duas viagens que devem chegar a até R$25,00, cada.

Como inserir os códigos – O usuário deverá abrir a aba ‘Menu’ no aplicativo da Uber. Em seguida, escolher a opção ‘Pagamentos’, inserir o código promocional, de acordo com a cidade, na seleção ‘promoções’, concluindo o pedido na opção ‘adicionar’. Ao final, aparecerá a mensagem indicando que o solicitante recebeu duas viagens de até R$25,00, por trecho.

É importante ressaltar que a gratuidade só vale para viagens que terminam e começam nos locais de vacinação indicados pelas prefeituras de cada município e não se estende à modalidade drive-thru e para shoppings centers. Em caso de mudanças nos locais de vacinação, as cidades deverão informar as alterações à Secretaria de Estado da Saúde (SES) para que as atualizações sejam repassadas à empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

treze + dezesseis =