Japão bateu recorde de casos de Covid-19 pelo segundo dia seguido nesta sexta-feira (30) e decidiu colocar mais quatro regiões do país em estado de emergência devido à piora da pandemia no país.

A capital Tóquio, sede das Olimpíadas e também vem registrando recordes de infectados nos últimos dias, já estava nesse patamar emergencial desde o começo de julho.

A medida terá efeito a partir de segunda-feira (2) até 31 de agosto em Osaka, Chiba, Kanagawa e Saitama — esta última, uma das subsedes do futebol nestes Jogos Olímpicos.

O estado de emergência japonês é bem mais brando do que as medidas de confinamento adotadas em outros países: apenas restringe o funcionamento de bares e restaurantes, proíbe a venda de bebidas alcoólicas e recomenda o trabalho remoto.

Números da pandemia no Japão

 

O Japão registrou 10.684 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford. Até então, o país nunca tinha confirmado mais de 10 mil infectados em um único dia.

Apesar da alta no contágio, o país tem conseguido evitar uma explosão no número de mortes, como foi visto em outros países. O país confirmou 14 óbitos nesta sexta, bem abaixo do recorde de 248 vítimas da Covid-19 registrado em 1º de janeiro.

Mas a vacinação ainda caminha a passos lentos. Pouco mais de 38% da população recebeu ao menos uma dose até o momento, e só 27% está completamente imunizada.

A porcentagem está acima da média mundial (27% e 14%, respectivamente), mas muito abaixo de países como Uruguai (73% e 62%), Reino Unido (68% e 55%) e Israel (66% e 62%).

Coronavírus nas Olimpíadas

 

Pessoas passam em frente aos anéis olímpicos em Tóquio, no Japão, no domingo (25) — Foto: Eugene Hoshiko/AP Photo

Pessoas passam em frente aos anéis olímpicos em Tóquio, no Japão, no domingo (25) — Foto: Eugene Hoshiko/AP Photo

Balanço divulgado nesta sexta pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) mostra que houve 198 casos de coronavírus em pessoas relacionadas às Olimpíadas de Tóquio, incluindo 25 atletas ou técnicos.

Todas as pessoas envolvidas no evento são testadas cotidianamente, e a taxa de positividade — ou seja, percentual de testes positivos em relação ao número de testes feitos — segue inferior a 0,1%.

Na quinta-feira (29), o time de atletismo da Austrália entrou em quarentena após alguns atletas terem contato com Sam Kendricks, saltador dos EUA que pegou com Covid-19 e foi excluído da competição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 + 5 =