Um manifestante chamou a atenção durante a ‘motociata’ promovida por Jair Bolsonaro ao lado de seus apoiadores na manhã deste sábado, em São Paulo.

Enquanto milhares de motos desfilavam em apoio ao atual governo, um homem fez um protesto solitário ao lado do ato, na Marginal Tietê, exibindo um cartaz com chamando o presidente de “genocida” e o número de mortes causadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Ao avistar o manifestante, um grupo de bolsonaristas partiu para cima do homem e arrancou o cartaz de suas mãos. Eles ainda trocaram agressões com o opositor do presidente.

O ato começou na Zona Norte de São Paulo e deve seguir pela Marginal do Tietê até a Rodovia dos Bandeirantes, onde o grupo deve continuar até o quilômetro 62, próximo a Jundiaí, interior do Estado, e de lá deve retornar para a capital.

No fim do ato, marcado para o Ibirapuera, um dos grandes símbolos da capital paulista, dois drones devem ser usados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para acompanhar a manifestação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + 12 =