O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar na segunda-feira (31) na renovação do auxílio emergencial. O ministro disse que o governo pode prorrogar o auxílio emergencial se a pandemia de covid-19 “resistir” à vacinação. O comentário foi feito durante a quarta edição do Brasil Investment Forum, evento do governo voltado para investidores nacionais e estrangeiros.

Na semana passada, Guedes já tinha dito que o governo poderia prorrogar o auxílio emergencial, caso a pandemia da covid-19 se agrave no País e o programa de imunização não atinja níveis suficientes para a maior parte da população.

 

Pelo prazo atual, o benefício será pago até julho. Neste ano, o auxílio emergencial tem pagamento médio de R$ 250. Segundo O Globo, o governo tenta substituir o benefício por um novo Bolsa Família, com mais famílias e com um valor maior. Mas não conseguiu ainda fechar o modelo do novo programa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois − um =