Paulo Guedes credita a Ciro Nogueira e Flávia Arruda, os dois ministros do Centrão dentro do Palácio do Planalto, ataques discretos mirando sua derrubada. Ciro, Flávia e quase todo o centrão discordam de diversos pontos da política econômica, considerados inegociáveis por Guedes.

Segundo o ministro conversou com interlocutores, os dois teriam propositalmente deixado suas convocações prosperarem na Câmara e no Senado, sem se articularem para impedir.

Procurados, nem Flávia nem Ciro quiseram comentar.

(Atualização, às 10h45 de 8 de outubro de 2021: O Ministério da Economia enviou nota à coluna em que nega que Paulo Guedes atribui a Ciro Nogueira e Flávia Arruda ataques ou queixas em relação à articulação política. A coluna mantém a informação publicada).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 4 =