As primeiras 1.500 cisternas que tem capacidade de armazenar 16 mil litros d’água para consumo humano, já foram licitadas pelo Governo do Estado, por intermédio do Projeto Cooperar/PB Rural Sustentável, e estão em construção. Nesse primeiro momento serão atendidos 39 municípios paraibanos, por meio de 74 Associações Comunitárias Rurais, beneficiando 224 comunidades. Nas obras de construção dessas cisternas estão sendo investidos recursos de mais de R$ 12 milhões, oriundos de empréstimo firmado entre o Governo do Estado e o Banco Mundial.

Essa ação começou a ser desenvolvida, na semana passada, em quatro comunidades rurais sediadas no município de Alagoa Grande. O coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, enfatizou que o objetivo do Governo do Estado garantir segurança hídrica a todos os municípios da Paraíba.

“Uma das políticas públicas mais importante para as famílias rurais é a construção de cisternas, pois a captação da água de chuva é totalmente adequada para o consumo humano. Tudo isso feito através de capacitação sobre o tratamento e uso racional desse líquido precioso para vida”, disse o gerente regional do Projeto Cooperar, com sede na cidade de Soledade, Sebastião de Oliveira Pereira (Cacá).

Para o presidente da Associação de Desenvolvimento Comunitário da Região de Ribeira e Adjacências do Município de Alagoa Grande, agricultor João dos Santos Freitas, o PB Rural Sustentável é um programa que visa melhorar a qualidade de vida dos agricultores. “E a gente vê com bons olhos essas ações do Governo do Estado onde no nosso município, nessa 1ª etapa, vai atender a quatro comunidades ligadas às seguintes Associações: Ribeira e Adjacências; Pedra de Santo Antônio; Assentamento Severino Cassimiro e Sítio Caianas dos Mares.

O Projeto Cooperar/PB Rural Sustentável, vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), é um programa do Governo do Estado da Paraíba com o objetivo de melhorar o acesso à água, reduzir a vulnerabilidade agroclimática e aumentar o acesso a mercados das organizações de produtores da agricultura familiar da Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis − 5 =