O governo federal deve lançar na próxima terça-feira (25) o novo programa Casa Verde Amarela, que substituirá o Minha Casa Minha Vida. A nova proposta faz parte do Plano Pró-Brasil, informou fontes do governo.

O ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional (MDR), já defendeu várias vezes que a iniciativa é prioritária. Ele acredita que 1 milhão de famílias poderão se ser beneficiadas devido a redução da taxa de juros que o novo programa deve conceder.

Na última quarta-feira (19), acompanhado do ministro da Economia, Paulo Guedes, Marinho disse “que a ideia do governo é levar essa melhora para os brasileiros de baixa renda que precisam de um imóvel”.

Nesta sexta-feira, o presidente Bolsonaro, os ministros da Economia e do Desenvolvimento Regional, além do presidente da Caixa, Paulo Guimarães, participa da entrega de moradias do Minha Casa no Rio Grande do Norte. Bolsonaro tem feito uma verdadeira peregrinação pelo Nordeste, nos últimos meses, para tentar melhorar sua imagem, visando a campanha de 2022.

O Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009, no governo Luiz Inácio Lula da Silva, o Minha Casa Minha Vida. O programa foi uma das principais plataformas eleitorais do PT durante a campanha. Ele subsidia a aquisição do bem para famílias com renda de até R$ 1,8 mil e facilita o financiamento do imóvel pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), que utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para famílias com renda mensal de até R$ 9 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 + dezoito =